Conheça o Crossfit para crianças

De acordo com especialistas, a estimativa é que no Brasil aproximadamente 50 mil pessoas sejam praticantes da modalidade

Por O Dia

Rio - Com base no princípio da mecânica, consistência e intensidade, o CrossFit Kids se tornando um verdadeiro sucesso entre o público infanto-juvenil. Voltada para crianças a partir de 3 anos, a prática esportiva, conhecida pelos equipamentos inusitados como pneus de caminhão e cordas de carga, começa a fazer a cabeça da garotada.

CrossFit Kids é a nova moda entre as crianças e adolescentesDivulgação

Combinando os movimentos do corpo com a locomoção de objetos externos para desenvolver capacidades físicas como coordenação, flexibilidade e resistência cardiovascular, o CrossFit para crianças surge como uma alternativa aos esportes mais populares como o futebol e o skate. Influenciados na maioria das vezes por seus pais, os pequenos já disputam até campeonatos internos.

Um deles é Gustavo Cardoso, de 8 anos. Há seis meses ele pesava 50 quilos, o dobro do peso indicado para sua idade. Praticante de natação, o menino não conseguia emagrecer. Sua mãe, Roberta Cardoso, que já era adepta ao CrossFit, foi quem sugeriu a modalidade à criança. Com o aval da pediatra, mãe e filho já contabilizam os bons resultados. "Antes eu só utilizava o elevador. Agora prefiro as escadas e aposto com minha mãe para ver quem chega primeiro em casa", conta. Além de ver o filho perder dez quilos no período, Roberta diz que outros benefícios são visíveis. "Até o humor dele melhorou. Está mais ativo e mais disposto". Instrutor de Gustavo, o professor de educação física, Darlan Santos, diz que as aulas superam a parte física. "Durante os treinos, gosto de fazer brincadeiras lúdicas com os alunos, principalmente aquelas que ajudam na tomada de decisões difíceis.

CrossFit para crianças surge como uma alternativa aos esportes mais populares como o futebol e o skateDivulgação

O objetivo do CrossFit Kids é desenvolver a psicomotricidade e a movimentação corporal de maneira correta para que as funcionalidades sejam mantidas durante a vida adulta, como correr, agachar, saltar ou empurrar. A prática também ajuda na prevenção de doenças como osteopenia e osteoporose. Já os movimentos com impacto ajudam na formação óssea, fazendo com que as crianças desenvolvam ossos mais fortes com densidade mineral mais elevada. Segundo especialistas, iniciar atividades físicas ainda na infância ajuda a evitar problemas como depressão e doenças coronarianas.

Modalidade surge de superação pessoal

O CrossFit teve início em 2000 e foi criado pelo ex-ginasta americano Greg Glassman. Quando criança, Greg sofreu de poliomielite e utilizou seu conhecimento na ginástica aliado a uma série de exercícios para recuperar sua força. Cansado dos métodos que eram ensinados nas academias por que passou, resolveu se aventurar em suas próprias ideias. A aposta deu tão certo que, em 2012, já contabilizava mais de 3 mil academias associadas ao modelo que desenvolveu.

Hoje, é quase impossível mensurar a dimensão do negócio. Mas, segundo o site da empresa, são mais de 10 mil academias em todo o mundo. Em todas elas, é o próprio Greg quem as credencia para o programa.

O CrossFit demorou a chegar ao Brasil e, somente em 2013, a prática começou a ser disseminada por aqui. Apesar do pouco tempo, estima-se que aproximadamente 50 mil brasileiros, entre crianças, jovens e adultos, sejam praticantes do esporte. O país conta com 1.100 academias, mas apesar do aumento na procura, o número daquelas que são voltadas às crianças ainda é baixo. Em todo o território nacional há apenas 64 boxes para o público infantil. No Rio, são nove unidades.

O CrossFit deve ser ministrado por profissionais registrados no Conselho Regional de Educação Física (CREF1), além de estarem certificados pela empresa de Greg Glassman.

Reportagem de Renan Schuindt

Últimas de _legado_Vida Saudável