Informe: Fecomércio renovará contrato para manter Segurança Presente

Centro, Méier, Lagoa e Aterro do Flamengo continuarão com reforço no patrulhamento ao custo de R$ 69 milhões por ano

Por O Dia

Rio - O governador Pezão conseguiu, em conversa nesta terça-feira com o presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, que a federação mantenha o patrocínio ao programa Segurança Presente nos bairros do Centro, Lagoa, Méier e Aterro do Flamengo.

Embora a Fecomércio ainda não tenha renovado o contrato, prometeu que manterá o apoio financeiro até o fim de 2018. Como o Informe do DIA antecipou, a parceria estava ameaçada — a Fecomércio não havia demonstrado interesse em renovar o contrato.

O Segurança Presente reforça o policiamento pagando gratificação a policiais militares que atuam nas folgas e a reservistas das Forças Armadas. São 522 agentes no Centro; 87, na Lagoa; 76, no Méier; e 90 no Aterro.

No Centro, o gasto é de R$ 47 milhões por ano. Nas outras três áreas, juntas, de R$ 22 milhões por ano.

Últimas de Rio De Janeiro