Polícia Federal investiga fraudes em licitações na Câmara de Macaé

Operação tenta identificar empresas e servidores públicos envolvidos no esquema

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal realiza uma operação nesta sexta-feira para cumprir cinco mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Macaé. A investigação é consequência da ação denominada "Marco Zero", deflagrada no final de 2014, que apurou fraudes na prefeitura de Carapebus, na Região Norte Fluminense. 

Agentes da Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de MacaéDivulgação / WhatsApp do DIA (98762-8248)

Durante a investigação, a PF identificou que sete licitações tinham indícios de fraude, sendo direcionadas para empresas pré-determinadas. O grupo contava com a participação de um jornal da cidade, que publicava dados da licitação, sem atender aos requisitos legais exigidos para a publicidade dos atos.

A operação desta sexta é para procurar identificar as empresas vencedoras das licitações suspeitas e seus representantes, além dos funcionários da câmara dos vereadores de Macaé e políticos que possam ter participado do esquema. Os documentos apreendidos serão analisados para confirmar as fraudes licitatórias, além dos possíveis crimes de associação criminosa e peculato.

Últimas de Rio De Janeiro