Após insulto contra deputada, Jair Bolsonaro será alvo de ação judicial

PT e outros partidos anunciaram ação contra deputado que disse que não "estupraria" Maria do Rosário porque "ela não merece"

Por O Dia

Brasília - O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) deverá ser alvo de processo por quebra de decoro parlamentar pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Além disso, o PT e partidos aliados do governo anunciaram que vão ingressar com ação judicial contra Bolsonaro por ter afirmado nesta terça-feira que não “estupraria” a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque “ela não merece”.

LEIA: Bolsonaro insulta Maria do Rosário: 'Não lhe estupro porque você não merece'

A bancada do PT divulgou nota em repúdio às declarações de Bolsonaro, com a promessa de ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de ofensa cometido pelo congressista. O partido tem o apoio da bancada feminina, além de aliados como PC do B e Psol.

“A barbárie cometida hoje (ontem) no plenário da Câmara ofende a cidadania brasileira. No âmbito do Parlamento e do Judiciário, todas as iniciativas serão tomadas por nós, parlamentares da bancada do PT, já que as ameaças demonstram total desrespeito à condição de representante desse país”, disse a nota.

Bolsonaro%3A "Não ia estuprar você porque você não merece"Reprodução Vídeo


Últimas de Rio De Janeiro