Para 59% dos fluminenses, a Copa do Mundo está sendo um sucesso

Pesquisa mostra que população tem certeza também do êxito dos Jogos Olímpicos

Por O Dia

Rio - O bordão “Imagina na Copa” — usado por quem desconfiava que o Brasil não teria sucesso como país anfitrião da Copa — ficou no passado. Para 59% dos 870 entrevistados pelo Instituto Gerp, valeu a pena organizar o Mundial.

A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 25 deste mês e ouviu moradores de todas as regiões do estado. Os motivos de satisfação mais citados foram as transmissões dos jogos pela TV, a recepção hospitaleira aos turistas e a qualidade dos serviços de bares e restaurantes.

Pesquisa mostra satisfação da população do Rio com Copa do Mundo e que cidade têm condições de sediar OlimpíadasArte O Dia

Já entre as maiores críticas estão o funcionamento dos transportes públicos, a organização do trânsito e a segurança. Para o professor Victor Melo, coordenador do Laboratório de História do Esporte e do Lazer da UFRJ, a população soube separar suas reivindicações da paixão por festa e futebol. “Os cariocas estão curtindo a quantidade de turistas, as torcidas bonitas, o que não significa que esqueceram os problemas”, disse.

Professora da Escola Politécnica da UFRJ, Eva Vider disse que a Copa não interferiu negativamente na rotina dos moradores. Apenas mudou o horário de rush do trânsito do final da tarde para o meio-dia, nos feriados de meio período. “Já estávamos acostumados com esse cenário”, disse.

Despoluição da Baía de Guanabara é segunda maior preocupação da população. Segurança é a primeiraAlessandro Costa / Agência O Dia

Segundo o professor e cientista social da Uerj, Ronaldo Helal, os cariocas entenderam que gostar da Copa não significa ser a favor da corrupção. “Podemos estar orgulhosos do que está acontecendo e sermos críticos”, observou. Já para o pesquisador do Observatório de Conflitos Urbanos da Cidade do Rio, Breno Pimentel, os moradores do estado amadureceram politicamente. “A população exerceu sua característica de boa recebedora, apesar de se assustar com o aparato policial que, em vez de proteção, passa uma imagem de terror.”

Maioria disse que turistas têm motivos para falar bem do Rio

O resultado positivo na realização da Copa aumentou as expectativas em relação ao sucesso das Olimpíadas de 2016. Cerca de 58% das pessoas ouvidas na pesquisa do Gerp responderam que o Rio tem condições de sediar o evento. Além disso, sete em cada dez disseram que os turistas que vieram ao Rio para a Copa do Mundo terão motivos para falar bem da cidade.

69% da população acha que turistas têm motivos para falar bem do Rio%3B avaliação do transporte público é regularArte O Dia

Porém, 44% destacaram que o principal investimento que o Rio de Janeiro precisa fazer para as Olimpíadas é dar mais segurança à população. Logo em seguida, ficou a despoluição da Baía de Guanabara, citada por duas em cada dez respostas. Para o oceanógrafo e professor da Uerj David Zee, a preocupação dos cariocas com a Baía foi grande por ela ser um cartão-postal da cidade e o local escolhido para ser palco das competições aquáticas.

“O governo deveria apertar o botão inicial na limpeza da Baía para as Olimpíadas. Ela está muito suja e o risco de algum atleta contrair alguma doença é muito grande. É impossível limpá-la toda em dois anos, já que é um problema que persiste ao longo de 50 anos. Mas podemos estancar esse problema”, disse.

Legado ainda é visto com desconfiança

O sucesso da Copa é comemorado nas ruas, mas seu legado ainda é visto com desconfiança. “Pela fortuna que gastaram, meu medo é que os impostos subam no ano que vem”, disse o comerciante Leandro Teixeira, de 30 anos. O vendedor Gilmar Ribeiro, 22, elogiou o contato com os turistas, mas pediu mais investimentos em hospitais e escolas. A vendedora Dóris de Oliveira, 57, afirmou que espera que o movimento em seu quiosque dure até depois do Mundial.

Para as Olimpíadas%2C maior investimento deve ser em mais segurança%2C segundo pesquisaArte O Dia


Últimas de Rio De Janeiro