'O rio é de SP, assim como a Baía de Guanabara é dos cariocas', diz Alckmin

As águas do rio Paraíba do Sul é responsável pelo abastecimento de 11 milhões de pessoas no estado do Rio

Por O Dia

Rio - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) reagiu no domingo as declarações feitas na última quinta-feira pelo governador do Rio, Sergio Cabral (PMDB), sobre a disputa pelas águas do Paraíba do Sul — responsável pelo abastecimento de 11 milhões de pessoas no estado carioca. "Quero lembrar ao governador Sérgio Cabral que o rio Jaguari pertence ao Vale do Paraíba, aos paulistas, assim como a Baía de Guanabara é dos cariocas", afirmou Alckmin ao jornal “Folha de S. Paulo”.

Clique no infográfico para ver maior Arte O Dia

De acordo com o governador de São Paulo, o projeto não envolve diretamente o rio Paraíba do Sul, que é interestadual, mas o reservatório de Jaguari, que está na sua bacia. "É preciso discutir com seriedade. Nosso projeto prevê interligar o reservatório do rio Jaguari ao sistema Cantareira, e não o rio Paraíba do Sul", concluiu.

Na última quinta o governador Sérgio Cabral se posicionou em sua conta oficial no Twitter sobre o caso. "Jamais permitirei que se retire água que abastece o povo do estado do Rio de Janeiro. O governador Alckmin, com quem tenho excelente relação, me enviou a proposta. Disse a ele que formalizasse a proposta e que eu enviaria aos órgãos técnicos. Mas já adianto: nada que prejudique o abastecimento das residências e das empresas do estado do RJ será autorizado", escreveu Cabral.

A captação de água do Paraíba do Sul foi apresentada pelo governo de São Paulo como alternativa à baixa vazão do Sistema CantareiraDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro