Cápsulas, líquidos ou em pó: detox para todos os gostos

Saiba qual o melhor tipo de produto para se desintoxicar e ganhar mais saúde

Por O Dia

Rio - Você está sempre com pressa e, na hora de comer, alimentos industrializados são sempre a pedida para a sua falta de tempo? Chega o fim de semana e nada parece mais apropriado do que chope e tira-gosto? Não é raro você pensar como seria bom poder ‘desintoxicar’ o organismo. Hoje, uma lista de produtos promete isso. E de forma rápida, sob medida para sua falta de tempo. Mas especialistas alertam: é preciso cuidado na escolha.

A modelo Larissa Lazaretti%2C 23 anos%2C recorre ao detox instantâneo nos dias em que exagera na alimentação. “Já li sobre isso na internetMárcio Mercante / Agência O Dia

São os chamados Detox: em cápsulas, líquido, pó, em caixinha... Todos têm a mesma função, segundo a nutricionista da rede Mundo Verde, Bruna Murta, que é fornecer antioxidantes ao corpo e ajudar o fígado a eliminar as toxinas. A escolha deve ser feita pelo rótulo.

Por exemplo, a linha Detox instantâneo, da Sanavita, apresenta mais variedades de sabores, porém os sucos são mais calóricos do que os demais (entre 50 e 70 calorias a cada 20g de pó). Na composição, além de frutas e folhas desidratadas, há substâncias como edulcorante (adoçante), corantes e aromatizantes. Uma versão ‘mais natural’ seria o Detox Monstro, da mesma fábrica dos sucos Do Bem.

COLINA: BOA PARA O CÉREBRO

O Detox Mundo Verde em cápsulas e o Smart Detox líquido são menos calóricos, com menos de 10 calorias. Já para quem procura funções além da desintoxicação, uma boa opção é o Detox Clean e Repair, que contém colina, substância presente na gema do ovo que melhora a parte neurológica.

Apesar das promessas, por ser um produto artificial, especialistas alertam que o uso deve ser recomendado. Gláucia Pastori, doutora em Ciência de Alimentos pela Unicamp, alerta ainda que o uso de detox artificial não pode ser contínuo. É preciso recorrer à natureza para equilibrar o corpo, ou seja, comer frutas e verduras. “A pessoa deve mastigar para estimular o sistema digestivo a funcionar integralmente”, explica, acrescentando que ainda faltam provas científicas dos benefícios dos produtos.

PARA LIMPAR O CORPO

Desintoxicar o corpo é eliminar os ‘excessos’ de gordura, sal, agrotóxicos, derivados do cigarro, álcool, além de produtos industrializados com corantes, aromatizantes e conservantes. Os alimentos antioxidantes servem para ajudar a prevenir males como hipertensão, Alzheimer, câncer e doenças cardiovasculares.

O fígado é o órgão responsável por essa limpeza e, com uma alimentação equilibrada, não são necessários suplementos artificiais. Os ‘alimentos detox’ são couve, frutas vermelhas, abóbora, beterraba, brócolis, chá verde, linhaça, tomate e cenoura. Os sucos devem ser batidos com água.

O que fazer após ‘meter o pé na jaca’? Por exemplo, se o excesso foi em uma churrascaria, com comidas repletas de sal, a dica é ingerir suco de melancia, de abacaxi ou pepino. Os alimentos melhoram o trabalho dos rins e ajudam na hora de retirar o sal do organismo. Se o excesso foi em gordura ou condimentos, deve-se comer saladas de brócolis e couve crua, que ajudam o fígado a processar as substâncias prejudiciais.

Sucos detox (artificial e natural) devem ser ingeridos em jejum, pela manhã. Isso porque nesse período a digestão e absorção dos componentes pelo organismo são mais rápidos. Outra dica é tomar um copo de água puro, após o suco, porque isso ajuda no metabolismo das fibras. Linhaça e aveia são boas para ajudar a eliminar gordura.

Receita: 3 unidades de couve-manteiga; metade de uma maçã verde; 1 talo de salsão; 1 rodela de 2 centímetros de abacaxi; 1 xícara de água. Preparo: corte o abacaxi, a maçã e o salsão em três partes e envolva cada uma das partes em uma folha de couve. Coloque todos os ingredientes na centrífuga e misture com a água. Outra opção é bater tudo no liquidificador.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência