Ventura rechaça deixar o comando e afirma: 'A culpa é do treinador'

Técnico foi bastante criticado, mas acredita na permanência no cargo

Por O Dia

Itália - O empate com a Suécia fez com que a Itália ficasse fora da Copa do Mundo. Muito criticado pela imprensa local, o técnico Giampiero Ventura desbafou ao fim da partida. Ele negou que irá pedir demissão, apesar da pressão que vem recebendo no cargo de treinador na seleção tetracampeã mundial.

Itália ficou fora da Copa do MundoAFP

"Eu não desisti, nem conversei com Carlo Tavecchio (presidente da Federação Italiana de Futebol). Há muitas coisas a considerar. Vou me sentar com a federação e definiremos o que fazer. Qualquer coisa que for decidida será aceita. Lamento pedir desculpas aos italianos, não pelo compromisso, mas pelo resultado Queria cumprimentar todos os jogadores, um a um. Quando não obtemos resultados no futebol, a culpa é do treinador, isso já sabemos", afirmou.

Apesar das palavras, a tendência é que Ventura seja demitido. Carlo Ancelotti é o favorito dos italianos para assumir o cargo. A Itália não ficava fora de uma Copa do Mundo desde 1958.

"Essa eliminação é um resultado esportivamente pesado. Eu estava convencido de que seleção conseguiria, mas aceito a derrota, porque o futebol é assim. Tenho orgulho de ter sido parte desse grupo e de ter trabalhado com grandes campeões. Desculpem-me por esta noite. E obrigado ao público do San Siro, que nos apoiou em todos os momentos", disse.


Últimas de Esporte